Bem-vindo(a) à Linha Podológica. Aqui poderá expor as suas questões e obter informações úteis sobre Podologia, a ciência da área da saúde humana responsável pela investigação, prevenção, diagnóstico e tratamento dos problemas de saúde do pé e das suas repercussões no corpo humano.

Espero que este blog lhe seja útil!
Este blog foi feito a pensar na saúde e bem-estar dos seus pés. Espero que lhe seja útil! Compostos por 26 ossos, 33 articulações, 20 músculos e mais de 100 ligamentos, os pés são o alicerce de todo o corpo, e é deles que depende o equilíbrio do aparelho locomotor. A saúde e o bem estar dos nossos pés deve ser mais do que uma simples preocupação estética e requer os cuidados especializados de um Podologista.

Pesquisar

 

Artigos

Tags

todas as tags

Quarta-feira, 29 de Outubro de 2008

Pé Cavo/Pé Cavum

Nome: Florival Espírito Santo

  
Pergunta: Uma acentuada curvatura da planta do pé pode e deve ser corrigida com uma palmilha dita ortopédica? Tenho 65 anos e julgo que a tal curvatura (o oposto do 'pé chato') é que me provoca um anormal cansaço a andar. Poderão elucidar-me sobre o assunto? Agradecimentos antecipados. Melhores cumprimentos Florival Espírito Santo
********
 
RESPOSTA:
Aparentemente, a descrição que faz da alteração estrutural dos seus pés é denominada de 'pé cavo'. Existem diferentes formas e diferentes causas para esta patologia, o que faz com que os sinais e sintomas possam variar em função da causa e da idade.
Contudo, os sintomas mais frequentes dizem respeito a dor na planta do pé, perto dos dedos (metatarsalgia), dor nos calcanhares (talalgia), dor e cansaço a nivel dorsal do pé, ou dor a nível do bordo externo do pé, entre outros.
No seu caso e na sua idade já não é possível corrigir, mas pode-se compensar a alteração de forma a eliminar a dor e o cansaço, neutralizando a patologia.
A forma mais correcta e eficaz para tratar a alteração estrutural presente passa pela realização de um exame clínico com avaliação biomecânica em estática e em dinâmica. Para isso, aconselho-o a procurar um podologista que poderá avaliar o seu caso e o aconselhará sobre o tipo de tratamento e calçado a usar.

Em princípio, o tratamento para a sua patologia passará pelo uso de um suporte plantar (palmilha) adequado e personalizado, que se obtém através de um molde do seu pé. Este suporte plantar personalizado deve ser realizado por um podologista.

 

Cumprimentos,

Joana Azevedo


publicado por Dra. Joana Azevedo às 11:31

link do post | comentar | ver comentários (31) | favorito

Joanetes/Hallux Abductus Valgus/Alterações biomecânicas

De: Ana Cristina Mota Dias

 

Tenho dores no pé direito na zona do joanete. Já se sente mesmo uma saliência. Gostaria de saber qual o melhor caminho. Obrigado

 

Resposta:

 

O joanete, como vulgarmente é denominado, é na realidade um crescimento ósseo (exostose) que se vai formando como consequência de um desvio do 1º dedo (Hallux Abductus Valgus).

 O tratamento desta patologia passa por uma avaliação biomecânica do pé para que seja possível identificar qual a alteração estrutural do pé que está a causar o desvio do 1º dedo e consequentemente o 'joanete'.

Neste momento aconselho-a a consultar um podologista para realizar um exame físico e biomecânico do pé, afim de identificar a alteração estrutural que está na origem do 'joanete' e das dores que sente.

 

Cumprimentos

Joana Azevedo


publicado por Dra. Joana Azevedo às 11:17

link do post | comentar | favorito

Dor nos Pés/Alterações Biomecânicas/Insuficiência de Tecido Adiposo

Olá Dra. Joana,

Me chamo Greice e tenho 24 anos.

Moro em uma cidade pequena de SC e não existem podologistas por aqui e nem nas cidades vizinhas, somente a mais de 300km, por isso gostaria de lhe fazer algumas perguntas e espero muito que você possa respondê-las.

Não consigo usar sapato de salto. Depois de cerca de 5minutos a planta dos meus pés começam a doer sem parar, quase que fico sem forças para ficar de pé. Então nunca posso usar algo que nos deixa tão femininas, mesmo que às vezes somente.

Outra questão é que a pele do meu pé é muito fina e sensível, por isso tenho que quase sempre usar band-aid (menos com tênis). Tanto nos dedinhos, calcanhar, etc. Outra coisa é que embaixo dos meus pés, na planta (parte do pé que fica abaixo dos dedinhos), a pele é bem mais dura do que nos outros lugares, o que me incomoda um pouco. Será que a pressão que o meu corpo exerce nesse lugar é maior?

 

Desde já lhe agradeço,

 

Greice.


Cara Greice,



Habitualmente, as dores na planta do pé devem-se a problemas biomecânicos que se reflectem numa má distribuição de pressões (forças/cargas que chegam ao pé devido ao peso e locomoção do corpo).

Esta má distribuição de pressões tem como causa, na maioria das vezes, alterações estruturais, como o pé plano ('pé chato') ou o pé cavo, entre outros.

Neste momento parece-me importante que faça uma avaliação biomecânica a fim de detectar a causa destas dores. Deste modo pode ser aconselhada quanto ao tratamento que deve usar, bem como o tipo de calçado mais adequado para o seu problema.

Quanto à descrição que faz da pele muito fina e sensível, parece estar associada a insuficiência de tecido adiposo.  Esta patologia agrava-se com a idade, uma vez que está relacionada com a perda da gordura natural da pele e de algumas estruturas a ela inerentes. Com o passar dos anos é comum que se percam tecidos que servem de almofada natural da pele e o amortecimento do pé fica comprometido, levando a dores e sintomas como os que refere.


A insuficiência de tecido adiposo pode ser minimizada com tratamentos conservadores e paliativos que proporcionam maior conforto e bem estar aos pés.


O uso de suportes plantares (palmilhas ou ortóteses), executadas por um podologista, mediante a obtenção de um molde dos seus pés é, normalmente, o tratamento indicado para este tipo de problemas.

No que diz respeito à calosidade ou pele mais dura por baixo dos dedos (zona subfalângica ou zona metatarsal), está também relacionada com a má distribuição das pressões plantares e reflecte tudo o que foi dito acima.  

O uso continuado de suportes plantares (ortóteses ou palmilhas) diminui a formação da calosidade (hiperqueratose) levando ao seu desaparecimento. 

O tratamento quiropodológico das calosidades (remoção das calosidades), deve ser feito como coadjuvante do tratamento ortopodológico (palmilhas).

 

De qualquer modo e dado que não lhe é fácil consultar um podologista, poderá aliviar os seus problemas utilizando calçado menos agressivo para os seus pés, nomeadamente sapatos com saltos de 2 a 3 centímetros e com a frente ampla de forma a que o seu pé se sinta confortável. Desta forma melhorará também a sua postura diminuindo a tendência para o desenvolvimeto de calosidades.

 

 

 


Cumprimentos,
Joana Azevedo.

 

 

 


publicado por Dra. Joana Azevedo às 11:11

link do post | comentar | ver comentários (29) | favorito

Novembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


Ligações

blogs SAPO

subscrever feeds