Bem-vindo(a) à Linha Podológica. Aqui poderá expor as suas questões e obter informações úteis sobre Podologia, a ciência da área da saúde humana responsável pela investigação, prevenção, diagnóstico e tratamento dos problemas de saúde do pé e das suas repercussões no corpo humano.

Espero que este blog lhe seja útil!
Este blog foi feito a pensar na saúde e bem-estar dos seus pés. Espero que lhe seja útil! Compostos por 26 ossos, 33 articulações, 20 músculos e mais de 100 ligamentos, os pés são o alicerce de todo o corpo, e é deles que depende o equilíbrio do aparelho locomotor. A saúde e o bem estar dos nossos pés deve ser mais do que uma simples preocupação estética e requer os cuidados especializados de um Podologista.

Pesquisar

 

Artigos

Tags

todas as tags

Quarta-feira, 29 de Outubro de 2008

Pé Cavo/Pé Cavum

Nome: Florival Espírito Santo

  
Pergunta: Uma acentuada curvatura da planta do pé pode e deve ser corrigida com uma palmilha dita ortopédica? Tenho 65 anos e julgo que a tal curvatura (o oposto do 'pé chato') é que me provoca um anormal cansaço a andar. Poderão elucidar-me sobre o assunto? Agradecimentos antecipados. Melhores cumprimentos Florival Espírito Santo
********
 
RESPOSTA:
Aparentemente, a descrição que faz da alteração estrutural dos seus pés é denominada de 'pé cavo'. Existem diferentes formas e diferentes causas para esta patologia, o que faz com que os sinais e sintomas possam variar em função da causa e da idade.
Contudo, os sintomas mais frequentes dizem respeito a dor na planta do pé, perto dos dedos (metatarsalgia), dor nos calcanhares (talalgia), dor e cansaço a nivel dorsal do pé, ou dor a nível do bordo externo do pé, entre outros.
No seu caso e na sua idade já não é possível corrigir, mas pode-se compensar a alteração de forma a eliminar a dor e o cansaço, neutralizando a patologia.
A forma mais correcta e eficaz para tratar a alteração estrutural presente passa pela realização de um exame clínico com avaliação biomecânica em estática e em dinâmica. Para isso, aconselho-o a procurar um podologista que poderá avaliar o seu caso e o aconselhará sobre o tipo de tratamento e calçado a usar.

Em princípio, o tratamento para a sua patologia passará pelo uso de um suporte plantar (palmilha) adequado e personalizado, que se obtém através de um molde do seu pé. Este suporte plantar personalizado deve ser realizado por um podologista.

 

Cumprimentos,

Joana Azevedo


publicado por Dra. Joana Azevedo às 11:31

link do post | comentar | ver comentários (31) | favorito

Joanetes/Hallux Abductus Valgus/Alterações biomecânicas

De: Ana Cristina Mota Dias

 

Tenho dores no pé direito na zona do joanete. Já se sente mesmo uma saliência. Gostaria de saber qual o melhor caminho. Obrigado

 

Resposta:

 

O joanete, como vulgarmente é denominado, é na realidade um crescimento ósseo (exostose) que se vai formando como consequência de um desvio do 1º dedo (Hallux Abductus Valgus).

 O tratamento desta patologia passa por uma avaliação biomecânica do pé para que seja possível identificar qual a alteração estrutural do pé que está a causar o desvio do 1º dedo e consequentemente o 'joanete'.

Neste momento aconselho-a a consultar um podologista para realizar um exame físico e biomecânico do pé, afim de identificar a alteração estrutural que está na origem do 'joanete' e das dores que sente.

 

Cumprimentos

Joana Azevedo


publicado por Dra. Joana Azevedo às 11:17

link do post | comentar | favorito

Dor nos Pés/Alterações Biomecânicas/Insuficiência de Tecido Adiposo

Olá Dra. Joana,

Me chamo Greice e tenho 24 anos.

Moro em uma cidade pequena de SC e não existem podologistas por aqui e nem nas cidades vizinhas, somente a mais de 300km, por isso gostaria de lhe fazer algumas perguntas e espero muito que você possa respondê-las.

Não consigo usar sapato de salto. Depois de cerca de 5minutos a planta dos meus pés começam a doer sem parar, quase que fico sem forças para ficar de pé. Então nunca posso usar algo que nos deixa tão femininas, mesmo que às vezes somente.

Outra questão é que a pele do meu pé é muito fina e sensível, por isso tenho que quase sempre usar band-aid (menos com tênis). Tanto nos dedinhos, calcanhar, etc. Outra coisa é que embaixo dos meus pés, na planta (parte do pé que fica abaixo dos dedinhos), a pele é bem mais dura do que nos outros lugares, o que me incomoda um pouco. Será que a pressão que o meu corpo exerce nesse lugar é maior?

 

Desde já lhe agradeço,

 

Greice.


Cara Greice,



Habitualmente, as dores na planta do pé devem-se a problemas biomecânicos que se reflectem numa má distribuição de pressões (forças/cargas que chegam ao pé devido ao peso e locomoção do corpo).

Esta má distribuição de pressões tem como causa, na maioria das vezes, alterações estruturais, como o pé plano ('pé chato') ou o pé cavo, entre outros.

Neste momento parece-me importante que faça uma avaliação biomecânica a fim de detectar a causa destas dores. Deste modo pode ser aconselhada quanto ao tratamento que deve usar, bem como o tipo de calçado mais adequado para o seu problema.

Quanto à descrição que faz da pele muito fina e sensível, parece estar associada a insuficiência de tecido adiposo.  Esta patologia agrava-se com a idade, uma vez que está relacionada com a perda da gordura natural da pele e de algumas estruturas a ela inerentes. Com o passar dos anos é comum que se percam tecidos que servem de almofada natural da pele e o amortecimento do pé fica comprometido, levando a dores e sintomas como os que refere.


A insuficiência de tecido adiposo pode ser minimizada com tratamentos conservadores e paliativos que proporcionam maior conforto e bem estar aos pés.


O uso de suportes plantares (palmilhas ou ortóteses), executadas por um podologista, mediante a obtenção de um molde dos seus pés é, normalmente, o tratamento indicado para este tipo de problemas.

No que diz respeito à calosidade ou pele mais dura por baixo dos dedos (zona subfalângica ou zona metatarsal), está também relacionada com a má distribuição das pressões plantares e reflecte tudo o que foi dito acima.  

O uso continuado de suportes plantares (ortóteses ou palmilhas) diminui a formação da calosidade (hiperqueratose) levando ao seu desaparecimento. 

O tratamento quiropodológico das calosidades (remoção das calosidades), deve ser feito como coadjuvante do tratamento ortopodológico (palmilhas).

 

De qualquer modo e dado que não lhe é fácil consultar um podologista, poderá aliviar os seus problemas utilizando calçado menos agressivo para os seus pés, nomeadamente sapatos com saltos de 2 a 3 centímetros e com a frente ampla de forma a que o seu pé se sinta confortável. Desta forma melhorará também a sua postura diminuindo a tendência para o desenvolvimeto de calosidades.

 

 

 


Cumprimentos,
Joana Azevedo.

 

 

 


publicado por Dra. Joana Azevedo às 11:11

link do post | comentar | ver comentários (29) | favorito

Dra. Joana Azevedo
Podologista
Licenciada pela Escola Superior de Saúde do Vale do Ave. Especialização no New York College of Podiatric Medicine (NYCPM). Exerce actividade clínica desde 2003 com cédula profissional nº 128 da Associação Portuguesa de Podologia. Membro fundador do Núcleo de Podologia da ESSVA. Podologista do canal Sapo Saúde desde 2005. Actualmente tem consultórios no Estoril e em Oeiras.

logo new york college of podiatric medicine-1
Consultórios:

Clínica Parque do Estoril - Grupo Cordeiro Saúde
Tel. 219236381
Av. Aida, 153 Lj - 2765-187 Estoril
(em frente ao jardim do casino, a 50m da estação da CP do Estoril)

Clínica Navegantes
Tel. 214412533
Av. Dr. Francisco Sá Carneiro, 14A 2780-240 Oeiras
(junto da biblioteca de Oeiras e dos SMAS - Serviços Municipalizados de Oeiras)

Novembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


Vídeos

Ligações

blogs SAPO

subscrever feeds