Bem-vindo(a) à Linha Podológica. Aqui poderá expor as suas questões e obter informações úteis sobre Podologia, a ciência da área da saúde humana responsável pela investigação, prevenção, diagnóstico e tratamento dos problemas de saúde do pé e das suas repercussões no corpo humano.

Espero que este blog lhe seja útil!
Este blog foi feito a pensar na saúde e bem-estar dos seus pés. Espero que lhe seja útil! Compostos por 26 ossos, 33 articulações, 20 músculos e mais de 100 ligamentos, os pés são o alicerce de todo o corpo, e é deles que depende o equilíbrio do aparelho locomotor. A saúde e o bem estar dos nossos pés deve ser mais do que uma simples preocupação estética e requer os cuidados especializados de um Podologista.

Pesquisar

 

Artigos

Tags

todas as tags

Quarta-feira, 29 de Outubro de 2008

Dor nos Pés/Alterações Biomecânicas/Insuficiência de Tecido Adiposo

Olá Dra. Joana,

Me chamo Greice e tenho 24 anos.

Moro em uma cidade pequena de SC e não existem podologistas por aqui e nem nas cidades vizinhas, somente a mais de 300km, por isso gostaria de lhe fazer algumas perguntas e espero muito que você possa respondê-las.

Não consigo usar sapato de salto. Depois de cerca de 5minutos a planta dos meus pés começam a doer sem parar, quase que fico sem forças para ficar de pé. Então nunca posso usar algo que nos deixa tão femininas, mesmo que às vezes somente.

Outra questão é que a pele do meu pé é muito fina e sensível, por isso tenho que quase sempre usar band-aid (menos com tênis). Tanto nos dedinhos, calcanhar, etc. Outra coisa é que embaixo dos meus pés, na planta (parte do pé que fica abaixo dos dedinhos), a pele é bem mais dura do que nos outros lugares, o que me incomoda um pouco. Será que a pressão que o meu corpo exerce nesse lugar é maior?

 

Desde já lhe agradeço,

 

Greice.


Cara Greice,



Habitualmente, as dores na planta do pé devem-se a problemas biomecânicos que se reflectem numa má distribuição de pressões (forças/cargas que chegam ao pé devido ao peso e locomoção do corpo).

Esta má distribuição de pressões tem como causa, na maioria das vezes, alterações estruturais, como o pé plano ('pé chato') ou o pé cavo, entre outros.

Neste momento parece-me importante que faça uma avaliação biomecânica a fim de detectar a causa destas dores. Deste modo pode ser aconselhada quanto ao tratamento que deve usar, bem como o tipo de calçado mais adequado para o seu problema.

Quanto à descrição que faz da pele muito fina e sensível, parece estar associada a insuficiência de tecido adiposo.  Esta patologia agrava-se com a idade, uma vez que está relacionada com a perda da gordura natural da pele e de algumas estruturas a ela inerentes. Com o passar dos anos é comum que se percam tecidos que servem de almofada natural da pele e o amortecimento do pé fica comprometido, levando a dores e sintomas como os que refere.


A insuficiência de tecido adiposo pode ser minimizada com tratamentos conservadores e paliativos que proporcionam maior conforto e bem estar aos pés.


O uso de suportes plantares (palmilhas ou ortóteses), executadas por um podologista, mediante a obtenção de um molde dos seus pés é, normalmente, o tratamento indicado para este tipo de problemas.

No que diz respeito à calosidade ou pele mais dura por baixo dos dedos (zona subfalângica ou zona metatarsal), está também relacionada com a má distribuição das pressões plantares e reflecte tudo o que foi dito acima.  

O uso continuado de suportes plantares (ortóteses ou palmilhas) diminui a formação da calosidade (hiperqueratose) levando ao seu desaparecimento. 

O tratamento quiropodológico das calosidades (remoção das calosidades), deve ser feito como coadjuvante do tratamento ortopodológico (palmilhas).

 

De qualquer modo e dado que não lhe é fácil consultar um podologista, poderá aliviar os seus problemas utilizando calçado menos agressivo para os seus pés, nomeadamente sapatos com saltos de 2 a 3 centímetros e com a frente ampla de forma a que o seu pé se sinta confortável. Desta forma melhorará também a sua postura diminuindo a tendência para o desenvolvimeto de calosidades.

 

 

 


Cumprimentos,
Joana Azevedo.

 

 

 


publicado por Dra. Joana Azevedo às 11:11

link do post | comentar | favorito

29 comentários:
De Rosa a 11 de Maio de 2009 às 11:26
Ola Dr. joana
sou a Rosa, tenho 36 anos,vivo em genebra.
Hà cerca de 3 meses sofri uma entorse e vim a descobrir que sofro de uma malformação congenita a que eles chamam Synostose calcanéo-astragalienne postérieure com ossificaçao visivel na regiao do sinus tarse.
Fiz radiografias, uma ressonancia magnética e um TAC.
Depois de mais uma consulta o cirurgiao ortopedista le diz-me que nao voltarei a uasr o pé como usava antes. Ele até me aconselhou a tratar dos papeis para invadidez, pois diz que terei periodos melhores e piores, inclusivé me disse que poderei nao voltar a trabalhar, que é imprevisivel. Serà que isto é verdade?
Bom as dores estao cà, sobretudo quando caminho em solo irregular.
Obrigada pela sua atençao


De Dra. Joana Azevedo a 1 de Julho de 2009 às 15:15
Cara Rosa,

A sinostose entre o calcâneo e o astrágalo não é mais do que uma fusão entre estes dois ossos, que em vez de articularem entre si estão fusionados isto é unidos.

Se se tratar de uma sinostose congénita significa que toda a vida a teve e não a impediu de andar. Se foi adquirida por um processo traumático que fusionou estes dois ossos também não quer dizer que a impessa de andar.

O que me parece importante é fazer um estudo biomecânico do seu pé de modo a avaliar e diagnosticar o tipo de pé que tem. A partir daqui penso que um tratamento ortopodológico (ortóteses plantares), executado mediante obtenção dos seus moldes plantares, pode melhorar muito o apoio do seu pé e podemos esperar que a sintomatologia dolorosa desapareça.

Aconselho-a a recorrer a um podologista para se aconselhar sobre o tratamento mais adequado para o seu caso.

Cumprimentos,
Joana Azevedo


De Ana a 12 de Agosto de 2009 às 11:05
Bom dia Drª
tenho 30 anos e sempre tive os pés chatos (que mesmo com botas ortopédicas em criança) nunca corrigiram. Desde há uns anos para cá tenho pensado em Cirurgia Plástica, uma vez que não me gosto de ver de chinelos, sapatos rasos ou descalça. Gostaria que me aconselhasse a fazer ou não (prós e contras). Se sim, qual o melhor sítio e médicos.
Muito obrigada.
Ana


De Dra. Joana Azevedo a 9 de Outubro de 2009 às 18:23
Cara Ana,

Penso que a cirurgia não deve ser encarada como um recurso estético, porque nesse caso os contras são mais evidentes.
Além da dificuldade no pós operatório, se a cirurgia passar por uma fixação ou artrodese de uma articulação como é o caso do 'calcâneo stop' (um tipo de cirurgia muito usada no tratamento do pé plano), a mobilidade articular fica comprometida e os movimentos do pé ficam limitados.
Deste modo o meu conselho é que tente outros recursos menos invasivos do que a cirurgia como o uso de suportes plantares adequados que podem compensar e minimizar os efeitos da patologia, dando-lhe maior conforto e ajudando o pé a exercer uma melhor função mecânica, de locomoção e de suporte.
Aconselho-a a consultar um podologista e um ortopedista e desta forma decidir em conformidade.

Cumprimentos,

Joana Azevedo


De Georgia a 18 de Fevereiro de 2010 às 20:22
Boa tarde Dra.,
Tenho uma dor forte nas partes moles do joelho (acho que é assim que chama a parte de trás do joelho), recentemente observei que quando uso sapatos baixos as dores são mais frequentes. Observei que no existe um osso bem saltado para o lado de fora do pé (nos dois pés) no calcanhar esse osso me impede de usar calçado fechado pois causa muita dor. Isso é normal? Isso poderia estar causando as dores no joelho?
Obrigada


De Dra. Joana Azevedo a 16 de Março de 2010 às 14:51
Cara Georgia,

Como já tem sido referido neste blog o pé não é uma estrutura isolada, pelo que as alterações biomecanicas no pé podem originar alterações no restante membro inferior (como é o caso do joelho) e também na coluna. o oposto também pode acontecer, isto é; alterações biomecânicas do joelho podem favorecer alterações no pé.

Pedoe-me por não ser mais objectiva e não a esclarecer mais sobre o seu problema, mas na verdade só será possível identificar e tratar o seu problema após uma avalição biomecânica completa.

Cumprimentos,

Joana Azevedo
Podologista


De Raquel a 25 de Fevereiro de 2010 às 01:11
Meu nome é raquel tenho 32 anos,gostaria de saber ,77 e 98 kilos ,gostaria de saber sobre umas dores estranhas que começaram á aparecer de dois meses para cà, sinto estas dores dentro dos meus pés na parte interna e essas dores passa para minha panturrillha ,e depois meus joelhos começam a doer também o que pode ser,me esclareça por favor !!


De Dra. Joana Azevedo a 14 de Março de 2010 às 12:56
Cara Raquel,

Pelo que pode ler nas publicações acima, as dores no pé, estão, normalmente, associadas a alterações biomecânicas do membro inferior.

Para tratar o seu problema deverá consultar um podologista que lhe fará um estudo biomecânico e após o diagnóstico da alteração adequará o tratamento que necessita.

Cumprimentos,

Joana Azevedo
Podologista


De Adriana a 29 de Abril de 2010 às 03:54
Tenho 27 anos e sinto dores horríveis nas solas dos pés, e apesar disso os meus pés são planos sem a curvatura interna. Não consigo nem andar direito, e se eu andar tenho que andar mancando, as vezes tenho q sentar e ficar com os pés elevados com uma almofada.
Meus pés ficam vermelhos como se estivessem inchados, é uma sensação horrível o que será que pode ser?


De Dra. Joana Azevedo a 25 de Agosto de 2010 às 12:01
Cara Adriana,
Pelo que descreve leva-me a pensar que pode ter uma fasceíte plantar.
Trata-se de uma inflamação da fáscia plantar que pode ter como causa uma alteração biomecânica como o pé plano.
Se este for o seu problema o tratamento ortopodológico ortóteses plantares-'palmilhas personalizadas, 100% adaptadas aos seus pés, realizadas por um podologista ) é o tratamento indicado, pois intervem ao nível do pé plano configurando e suportando o arco interno o que permite a estabilização da fáscia plantar.
O resultado é a compensação do pé plano, minimizando as suas consequências (dor, cansaço, entre outros) e a redução completa do processo inflamatório associado à fascia plantar, o que faz com que a dor e mal estar que sente desapareçam por completo.
Cumprimentos
Joana Azevedo
podologista


De Jacqueline a 13 de Setembro de 2014 às 15:35
Parabens pelo blog muito esclarecedor, tb tenho a sola do pe avermelhada e dolorida, alem de sairem bolhas na sola do pe as vezes, dependendo do sapato ou ate mesmo chinelo doi muito enem aguento ficar de pe... Vou procurar tratamento pois nao aguento mais


De Roger a 25 de Maio de 2010 às 21:50
Olá Dra. Joana
Eu tenho 14 anos e neste verão a pele debaixo dos dois pés começou a sair, mas são peles grossas, até nota-se a diferença de cor do sitio de onde saiu pele e de onde não saiu. Onde saí a pele é na parte da debaixo do pé, onde nos apoiamos no chão, é antes do dedo maior.

PODERÁ ser de jogar á bola e do calor que tem havido?
Poderá ser dos ténis largos?

obrigado se me puderem ajudar!!


De Dra. Joana Azevedo a 25 de Agosto de 2010 às 22:17
Caro Roger,

pela descrição que faz fico com dúvidas se se trata de uma dermatomicose (presença de um fungo na pele), ou de uma calosidade associada a uma alteração biomecânica.
No caso da dermatomicose é típico observar-se descamação da pele mais ou menos intensa por vezes associada a gretas ou vesículas com conteúdo líquido.

Se se tratar de um fungo, o principal factor desencadeante é a humidade que pode ser por excesso de transpiração ou por falta de cuidado ao secar o pé. Deve eliminar a humidade dos pés e tratar a patologia com um antifúngico adequado por um podologista/podiatra.
No caso da hiperqueratose/calosidade (excesso de queratina provocado por aumento da pressão naquele local), deve realizar-se uma avaliação biomecânica para diagnosticar a causa do problema e possivelmente terá de ser executado um tratamento ortopodológico.

Cumprimentos
Joana Azevedo
Podologista


De Iva Pinto a 3 de Abril de 2011 às 10:56
Olá Dra Joana,
Chamo-me Iva e tenho um problema nos pés, sinto dores na planta do pé e frio, não sei se será algum problema grave como a doença dos pézinhos ou se terei que tomar algum medicamento ou bebida.
Cumprimentos,
Iva Pinto.


De Dra. Joana Azevedo a 10 de Junho de 2011 às 16:59
Cara Iva ,

a descrição que faz do seu problema não é suficiente para lhe falar com certeza. Contudo posso dizer-lhe que o frio está normalmente associado a isquemia (ausência de circulação e vasoconstrição) e habitualmente a isquemia ou frio prolongados provocam dor.

Neste momento o mais importante é obter um diagnóstico correcto, uma vez que frio e dor podem fazer parte de muitos quadros clínicos que só podem ser esclarecidos mediante uma avaliação clínica.

Cumprimentos,

Joana Azevedo
Podologista


De Bruno a 17 de Agosto de 2011 às 16:15
Exma. Dr.ª Joana Azevedo,

Boa tarde,

Á semelhança dos demais utilzadores deste blog também eu me encontro com dores no pé.
Passo a explicar:
Desde tenra idade que sou um desportista activo, e quando jogava futebol, por vezes apareciam dores na planta do pé (somente esquerdo, mais propriamente no metatarso), depressa associei estas dores ao tipo de piso (terra) e de calçado (chuteiras).
Com o passar dos anos dediquei-me por completo ao ciclismo e btt, contudo a intensidade de treinos passou a ser todos os dias e agora essa dor voltou, precisamente no mesmo pé e no mesmo local. Neste momento, e depois de já ter "julgado" os sapatos que utilizo, os pedais e os respectivos cleats (o que prende o pé ao pedal), já cheguei à conclusão que não devo atribuir a dor ao alheio.
Curiosamente essa dor aparece na primeira 1h30 a 2h de treino, e intensifica-se, mas após o treino, a dor passa e tudo volta à normalidade. Só volto a ter dor caso a duração/intensidade seja elevada.

Creio que seja uma má distribuição da força, mas devo consultar um podologista, ortopedista, ou fazer testes biomecânicos numa loja de bicicletas e assim ajusta-se tudo à minha medida?

Com os melhores cumprimentos,

Bruno Miguel.


De Eduardo Ribeiro a 15 de Setembro de 2011 às 21:48
Boa noite cara doutora.
Durante muitos anos pratiquei futebol semanalmente, mas sempre senti dores nos joelhos e deixei de praticar por causa delas. No entanto, e por culpa da minha vida sedentária agora sinto necessidade de realizar desporto como corrida.
Tenho uma acentuada curvatura na planta do pé, o chamado pé cavo, e na pratica do desporto a zona dos ossos dos dedos do pé ganha calosidades e bolhas regularmente, e ainda na zona da canela o músculo com o esforço recente-se bastante.
Tenho 27 anos não quero ficar confinado a apenas caminhadas, peso cerca de 76 kg e meço 1.77 metros
Queria que se pudesse me aconselha-se algum calçado mais apropriado para corrida que me preserva-se esta zona do pé, os ditos ossos do pé antes dos dedos, onde o desconforto é muito...

Obrigado pela sua atenção.


Comentar post

Novembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


Ligações

blogs SAPO

subscrever feeds