Bem-vindo(a) à Linha Podológica. Aqui poderá expor as suas questões e obter informações úteis sobre Podologia, a ciência da área da saúde humana responsável pela investigação, prevenção, diagnóstico e tratamento dos problemas de saúde do pé e das suas repercussões no corpo humano.

Espero que este blog lhe seja útil!
Este blog foi feito a pensar na saúde e bem-estar dos seus pés. Espero que lhe seja útil! Compostos por 26 ossos, 33 articulações, 20 músculos e mais de 100 ligamentos, os pés são o alicerce de todo o corpo, e é deles que depende o equilíbrio do aparelho locomotor. A saúde e o bem estar dos nossos pés deve ser mais do que uma simples preocupação estética e requer os cuidados especializados de um Podologista.

Pesquisar

 

Artigos

Tags

todas as tags


Terça-feira, 24 de Junho de 2014

podologia, podologistas - tratar os seus pés no verão!

No verão os nossos pés andam mais arejados, com calçado aberto e 'pés descaços'! É bom, é saudável, pois o arejamento dos pés impede os fungos de proliferarem, mas por vezes a pele seca mais e surgem as desidratações intensas (xerose) e as dolorosas e inestéticas gretas, principalmente nos calcanhares.

Um bom cuidado para a pele seca é o uso de esfoliantes, que permitem retirar células mortas e acelerar o turn over (mudança de pele), permitindo uma melhor renovação da pele.

Por outro lado desaconselha-se o uso de limas, lixas e objetos de corte para remover calosidades, pois agridem a pele, criando ciclos viciosos de formação de calosidade.

Sempre que detetar uma calosidade muito dolorosa procure aconselhamento com um podologista, pois pode tratar-se de um papiloma vírus (verruga plantar), que além de muito doloroso, é contagioso, pois trata-se de uma lesão viral, podendo multiplicar-se. Este tipo de lesão requer tratamento adequado pelo que deve recorrer ao podologista ou ao dermatologista.

A esfoliação e um bom queratolítico (creme com função de desfazer as durezas) permitem resolver a maior parte dos problemas de calosidades. O que não se consegue resolver em casa com estes cuidados, pode ser resolvido numa consulta de podologia com o tratamento adequado para o problema.

os cremes queratolíticos ou queratorredutores (que eliminam durezas) podem conter ureia (também chamada de alantoina), ácido salicílico, AHA, palmitil, entre outros.

A vaselina, a glicerina, o óleo de onagra, entre outros, também são bons emolientes e hidratantes. Mas na presença de uma pele com secura extrema (xerose) e com muitas durezas (hiperqueratoses, helomas e tilomas), a vaselina, a glicerina ou o óleo de onagra não são suficientes pelo que é necessário adicionar a estes um queratorregulador. 

A maior parte dos cremes queratorredutores trazem um componente com ação queratorredutora e um componente com ação emoliente.

Uma boa manutenção dos pés em consulta de podologia antes e depois do verão, o cuidado adequado em casa, indicado pelo seu podologista, permite manter o equilíbrio da pele dos seus pés.

Bom verão!!!

 

 


publicado por Dra. Joana Azevedo às 09:42

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 20 de Novembro de 2012

Calos

Recomendações de uma podologista para prevenir as calosidades nos pés

Surgem para proteger o pé de uma agressão externa ou interna.
Aparecem em zonas de maior pressão e/ou fricção e são um «mecanismo natural de defesa da própria pele em resposta a estas alterações», refere a podologista Joana Azevedo.
«Tal como as bolhas, os calos podem estar associados ao calçado inadequado bem como a alterações biomecânicas do pé», alerta a especialista. Só é possível tratar definitivamente um calo se for tratada a alteração que o origina. Joana Azevedo não aconselha o uso de limas ou lixas de qualquer espécie, pois «promovem atrito e fricção da pele, que se sente agredida e cria mais pele como defesa do estímulo nocivo.
Este procedimento errado leva a um ciclo vicioso de hiperqueratose (endurecimento da pele)». Em alternativa, «recomenda-se o uso de cremes queratolíticos e pedra-pomes natural (pois é suave e não provoca agressões da pele) e o desbridamento mecânico das calosidades executado por um podologista». De acordo com Joana Azevedo, «é o tratamento correto e indicado para a remoção e eliminação definitiva das calosidades».

 

Fonte:

Texto: Cláudia Vale da Silva com Joana Azevedo (podologista na Clínica Parque do Estoril)
A responsabilidade editorial desta informação é da revista PREVENIR.

 


publicado por Dra. Joana Azevedo às 19:52

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quarta-feira, 2 de Novembro de 2011

SAÚDE - PREPARE OS SEUS PÉS PARA O INVERNO

(Artigo publicado em Outubro 2011 no Jornal 'Dica da Semana')

 

Cuide da sua Saúde e Bem-Estar

 

O uso regular de calçado fechado, essencial nos meses mais frios, propicia o aparecimento de alguns fungos nos pés, que muitas vezes são desvalorizados pelas pessoas. De facto, de acordo com um estudo realizado em 2007 pela Associação Portuguesa de Podologia, 86 por cento dos portugueses sofria de doenças nos pés, embora apenas 12 por cento dos inquiridos já tivesse ido a uma consulta de podologia, a ciência na área da saúde que estuda o pé. Segundo a podologista Joana Azevedo (http://podologia.sapo.pt/) “antes do inverno e do verão, quando mudamos de calçado aberto para fechado e de fechado para aberto respetivamente é a altura indicada procurar um podologista e fazer em check up podológico”.  Mas na verdade, quer seja durante o inverno, quer seja durante o verão, existe uma série de cuidados básicos a ter em conta, por forma a manter a saúde dos pés, ou não fossem eles a base de sustentação de todo o corpo. “Lavar diariamente os pés com água não muito quente e sabão de pH neutro; secá-los cuidadosamente com uma toalha macia, especialmente entre os dedos; aplicar um creme ou uma loção hidratante para manter a pele suave e hidratada; usar sempre meias limpas e de fibras naturais, tal como o algodão, ou evitar andar descalço particularmente em locais públicos”, são alguns dos conselhos básicos avançados pela podologista Joana Azevedo, que salienta ainda a importância de “efetuar um corte retilíneo das unhas não as deixando demasiado curtas; não tentar remover as calosidades com objetos cortantes, ou de fricção e não usar calicidas ou outros produtos suscetíveis de provocar lesões ou agressões na pele”. A escolha de calçado confortável e adequado ao pé é um dos aspetos mais importantes a ter em consideração para garantir a sua saúde e bem-estar, principalmente durante o inverno (ver caixa de texto), uma vez que muitas das patologias podológicas características desta época do ano surgem precisamente devido a uma má escolha do calçado. Entre as principais patologias que podem surgir nos pés durante o inverno, destaque para os “eritemas pérnios ou frieiras, as unhas encravadas, as micoses (onicomicoses e dermatomicoses, respectivamente) e os calos e calosidades (helomas ou hiperqueratoses) provocados pela pressão dos saltos altos e/ou fricção das frentes apertadas”, diz esta podologista. Importante será referir que “o hábito de pintar constantemente as unhas também pode levar ao aparecimento de patologias ungueais, tais como as onicomicoses, pois cria uma barreira que impede a oxigenação natural e própria das unhas”, refere Joana Azevedo. Além disso, também as peles ou cutículas em volta das unhas não devem ser totalmente removidas, uma vez que funcionam como uma barreira de proteção entre a unha e a pele para determinado tipo de micro-organismos, que só provocam danos no nosso corpo se tiverem acesso a uma espécie de porta de entrada. De salientar, que quer a pessoa faça a sua própria pedicure em casa, quer a faça em estabelecimentos próprios, sempre que detetar uma alteração da pele ou das unhas, bem como o aparecimento de calos e calosidades, deve consultar de imediato um especialista em patologias do pé, como é o caso dos podologistas, para tratar convenientemente a patologia de forma elimina-la, evitando assim que esta se torne crónica.

 

Caixa de texto

 

Calçado para o dia-a-dia

Principais características a ter em conta

 

De acordo com a podologista Joana Azevedo existem alguns critérios básicos a ter em consideração na hora de escolher o calçado ideal para o dia-a-dia. Devemos escolher sempre modelos:

 

  • em pele natural ou couro curtido;
  • com sola amortecedora e flexível, mas não demasiado mole para que não haja movimentos de torção do pé;
  • com frentes amplas, que respeitem a volumetria do pé e dos dedos para que caibam em toda a sua amplitude e se movam dentro do sapato sem sofrerem apertos e deformações;
  • com contraforte no calcanhar que sustente o calcanhar e impeça a instabilidade do pé;
  • com saltos não superiores a 3 cm.

 

De salientar, que segundo esta especialista “a altura ideal para comprar sapatos é ao final do dia, quando o pé está mais dilatado”.

 


publicado por Dra. Joana Azevedo às 10:52

link do post | comentar | favorito

Domingo, 13 de Janeiro de 2008

Calos/Calosidades

Os calos ou calosidades apresentam três formas clínicas distintas: helomas, tilomas e hiperqueratoses.
Dependendo das suas características e da forma como são tratados, podem ou não deixar alterações cutâneas visíveis e sintomáticas, mas de uma forma geral é possível eliminá-los de forma a que a pele adquira o seu aspecto e integridade normais.
É importante perceber que os calos surgem em zonas de maior pressão e/ou fricção e são um mecanismo natural de defesa da própria pele em resposta a estas alterações.
Desta forma só é possível tratar definitivamente um calo ou calosidade se for tratada a alteração que o origina, seja ela externa, como o calçado inadequado, ou interna, como uma alteração estrutural do pé.
Em qualquer uma das situações a intervenção de um podologista é indispensável uma vez que, para além da eliminação do calo ou calosiadade, pode previnir o aparecimento da mesma através da confecção de ortóteses digitais (normalmente de silicone) e ortóteses plantares (vulgarmente denominadas de 'palmilhas'), que são os tratamentos mais indicados para evitar o reaparecimento destas patologiase tratá-las de forma definitiva.
Contudo, existem cremes queratolíticos e emolientes que ajudam a reequilibrar a pele podem ser usados em formas simples de calosidades ou como coadjuvantes de outros tratamentos em formas clínicas mais complexas.
 

publicado por Dra. Joana Azevedo às 18:27

link do post | comentar | favorito

Calos/Calosidades

Nome: ALDINA ISABEL CUNHA PEREIRA
Localidade: SENHORA DA HORA
Telefone:
Email: aldinapereira@sapo.pt
Pergunta: ganho uma pele muita dura debaixo do pé perto dos dedos, quer ande de sapatos rasos como de saltos e todos os dias ponho creme, quando vou arrajnar os pés dizem que é de ter uma pele muita fina e sensivel.è verdade? não haverá nada para remediar o mau estar? Obrigada
RESPOSTA:

publicado por Dra. Joana Azevedo às 18:07

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Dra. Joana Azevedo
Podologista
Licenciada pela Escola Superior de Saúde do Vale do Ave. Especialização no New York College of Podiatric Medicine (NYCPM). Exerce actividade clínica desde 2003 com cédula profissional nº 128 da Associação Portuguesa de Podologia. Membro fundador do Núcleo de Podologia da ESSVA. Podologista do canal Sapo Saúde desde 2005. Actualmente tem consultórios no Estoril.

logo new york college of podiatric medicine-1
Consultórios:

Clínica Parque do Estoril - Grupo Cordeiro Saúde
Tel. 219236381
Av. Aida, 153 Lj - 2765-187 Estoril
(em frente ao jardim do casino, a 50m da estação da CP do Estoril)



Novembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


Vídeos

Ligações

blogs SAPO

subscrever feeds